Histórico
 25/06/2006 a 01/07/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 26/03/2006 a 01/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 27/02/2005 a 05/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Ademir Assunção
 Claudio Daniel
 Carolina Libério
 Jane Maciel
 Joca Reiners Terron
 Ricardo Aleixo
 Revista Zunái
 Revista Etcetera
 Joacy Jamys
 Instituto Itaú Cultural
 Peanuts
 Rodrigo Pereira
 Rodrigo Pereira II
 Pataugaza
 Tássia Arouche
 Zema Ribeiro
 Bruno Barata
 Bruna Barbieri
 Xico Sá
 Makely Ka
 Bruno Brum
 Manu Maia
 Gisele Nunes Brasil (Lucy)
 André Lucap
 Coletiva Turba
 João Paulo Cuenca
 Marcelo Sahea
 Malvados
 Joan Brossa
 Mario Bortolotto
 Heriberto Yépez
 Daniel Galera
 Daniel Pellizzari
 Marcelino Freire
 Paulo Stocker
 poets.org
 POP BOX
 P. Leminski
 Augusto Paim
 Nona Arte
 Elisa Andrade Buzzo
 Roberto Kenard
 Daniela Lima
 Marcos Ramon
 Ronald Robson
 Edward Lear
 Dyl Pires
 Lacuna Inc.
 Carol Mello
 William S. Burroughs
 Gabriel Sunda
 Normal Project
 Jana Campos Lobo


 
 
o trompetista gago: :reuben


janeiro (na sequência: uma visão memorável)

Mais luz do que geralmente há num sonho, mas era Copacabana. Eu conversava com Waly Salomão numa mesa de bar sem guarda-sol, bastante feliz com o Valèry que andava lendo. "A forma é sempre fecunda em idéias". Quando citei esse trecho do livro notei que estava falando com a voz do Waly. E que ele, Waly, também falava com sua própria voz. Isso me pareceu bastante normal, ao contrário do fato de estarmos em Copacabana. Já que desde criança eu nutria um desprezo pelo Rio. Foi quando Waly me interrompeu p/ contar um sonho que tivera. Disse que no sonho observava de uma janela na lua uma conversa que eu estava tendo com Junerlei. Que falávamos do Ricardo Netto. Que em algum momento eu disse que Ricardo era um dos caras mais conseqüentes que eu conhecia. Que nunca o tinha visto fugir de si mesmo. Que ele nunca precisou se fingir de ripi, revoltado ou escritor, e tinha munição intelectual pra fuzilar "aquela ilha de merda inteira". Eu quis interrompê-lo e dizer que era exatamente isso. E que aliás, eu tive mesmo essa conversa com Junerlei. Waly percebeu, e antes que eu dissesse qualquer coisa soltou um "agora eu vou dormir" enquanto saía em direção ao mar. Eu fiquei olhando o maluco sumir sorrindo, nós dois, e foi quando a Bruna apareceu e



Escrito por quem gritou foi o reuben às 14h34
[ ] [ envie esta mensagem ]



tá pensando o quê?

Oswald de Andrade era jornalista e escreveu Um Homem Sem Profissão.

Oswald de Andrade escreveu Um Homem Sem Profissão e era jornalista.

Hum.



Escrito por quem gritou foi o reuben às 15h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



APRECIE COM MODERAÇÃO

 

você reunia os restos da alegria na manhã seguinte

um animal

domesticado

e triste entregando os

pontos ao menor sinal

de desamparo

 

evitando com crueldade

roer as unhas do tédio

 

entupindo a solidão

c/ adoçante zero cal

 

você exibindo a rebeldia dos filmes mais heróicos

onde há sempre alguém

pronto pra te salvar



Escrito por quem gritou foi o reuben às 09h43
[ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]