Histórico
 25/06/2006 a 01/07/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 26/03/2006 a 01/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 27/02/2005 a 05/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Ademir Assunção
 Claudio Daniel
 Carolina Libério
 Jane Maciel
 Joca Reiners Terron
 Ricardo Aleixo
 Revista Zunái
 Revista Etcetera
 Joacy Jamys
 Instituto Itaú Cultural
 Peanuts
 Rodrigo Pereira
 Rodrigo Pereira II
 Pataugaza
 Tássia Arouche
 Zema Ribeiro
 Bruno Barata
 Bruna Barbieri
 Xico Sá
 Makely Ka
 Bruno Brum
 Manu Maia
 Gisele Nunes Brasil (Lucy)
 André Lucap
 Coletiva Turba
 João Paulo Cuenca
 Marcelo Sahea
 Malvados
 Joan Brossa
 Mario Bortolotto
 Heriberto Yépez
 Daniel Galera
 Daniel Pellizzari
 Marcelino Freire
 Paulo Stocker
 poets.org
 POP BOX
 P. Leminski
 Augusto Paim
 Nona Arte
 Elisa Andrade Buzzo
 Roberto Kenard
 Daniela Lima
 Marcos Ramon
 Ronald Robson
 Edward Lear
 Dyl Pires
 Lacuna Inc.
 Carol Mello
 William S. Burroughs
 Gabriel Sunda
 Normal Project
 Jana Campos Lobo


 
 
o trompetista gago: :reuben


Madame Lúcifer gosta de comer os meus olhos com mel. Isto não é uma metáfora. Uma metáfora é o nome de Madame Lúcifer, Madame Estrela da Manhã, Madame Sol. Madame Lúcifer não tem um sol tatuado nas costas, não tem uma estrela na testa. Madame Lúcifer tem uma língua de três pontas só para me cegar. Fura os meus olhos e aguarda pelo mel que escorra e quando escorre, Madame Lúcifer me ama quando o mel escorre. Sabe que eu só tenho dois olhos, sabe onde me ferir com a outra ponta da língua. Madame Lúcifer sabe esquecer um delicado fio de mel escorrendo pela boca quando passa. Madame Lúcifer passa como ninguém. Sabe que eu invento um relâmpago quando ela arranca meus olhos com a língua e come. Madame Lúcifer gosta de comer os meus olhos com mel. Meus olhos não param quietos quando Madame Lúcifer passa.



Escrito por quem gritou foi o reuben às 11h08
[ ] [ envie esta mensagem ]



bato o pé

e parto

pé sobre pedra

ao deixar

a tribo

um olho

na lua outro

na lama

uma

banana

para o rei

minha tribo

é meu

inimigo

minha

ilíada é minha

lei



Escrito por quem gritou foi o reuben às 10h40
[ ] [ envie esta mensagem ]



Beckett aos 100 anos

Beckett Profile

O gênio mais feio da história da literatura está completando 100 anos. Aliás, Samuel Beckett me surpreendeu com um telefonema esta noite. Emputecido por eu ter esquecido de seu centenário, só foi demonstrar alguma animação quando comentamos o quanto é linda aquela menina que fez Anjos da Noite (Sam diz que é legal, mas nós sabemos que não é não). Depois acabamos falando daquelas coisas de sempre. De como ele ajudou na criação do Finnegans Wake. De como é uma frescura infinita os brasileiros comemorarem o Bloomsday. De como o pessoal do teatro é tão engraçado justamente por se levar tão vergonhosamente a sério. Eu, que sou este baluarte da sensatez que todos conhecem, até tentei dizer que era assim em todo lugar, até na fila do Hiper Bom Preço. Mas ele estava afim mesmo era de falar. Essas são as melhores conversas. O cara liga e fala. Eu fico só me divertindo. Taí um velhinho gente boa.



Escrito por quem gritou foi o reuben às 23h01
[ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]